sábado, fevereiro 18, 2012

Aprendizagem com Psicopedagogia faz DIFERENÇA!


Atuo como educadora e professora a 26 anos e trago a experiência que aprendizagem ocorre quando professor(a) e aprendiz (criança /adolescente/ adulto) se aproximam de maneira acolhedora, tranquila, natural, educada, afetiva  e de confiança. 

Aprendo em toda ação pedagógica que todos aprendem  a seu modo e ao seu  tempo, principalmente nos anos iniciais de escolarização, a base para todo o percurso acadêmico.

Minhas inquietações:
Ao longo desse tempo vem me deparando  a todo instante, onde quer que eu vá, com uma  escola que em seu currículo e didática  não oportuniza  e favorece aos aprendizes com dificuldades de aprendizagem, uma forma mais adequada de  obter acompanhamento e sucesso em seus resultados em nível de conteúdos.
Dá-se um privilégio muito grande à letra bonita, caderno organizado, notas altas, aprendizes silenciosos que são considerados a elite constante no fator aprendizagem. 

Questiono o tempo todo: 


O que realmente aprendem?

Vejo que precisam decorar, memorizar conteúdos extensos, fórmulas, cálculos, perguntas e respostas para aplicarem na prova e tirarem notas  altas  que contribuem para  elevar o índice da escola em quanto unidade de municipal, estadual, particular e principalmente quanto ao IDEB (Indice de Desenvolvimento da Educação Brasileira).


Meu lamento: 
As avaliações  são EM SUA GRANDE MAIORIA padronizadas.

Meu questionamento constante:
Como ficam os aprendizagens com dificuldades e deficiências? 
São respeitados nessas avaliações internas e externas a escola?
isto é verdadeiramente AVALIAR E MEDIR o APRENDER?
Para quê e  para quem serve este esteriótipo de AVALIAÇÃO e APRENDIZAGEM?

Reflito sempre:
Nossos aprendizes estão na era do movimento, da rapidez tecnológica, na era digital... onde quase todos tem acesso, até mesmo as classes menos favorecidas economicamente.
Aprendizes  crianças que em sua grande maioria, falam em personagens infantis de nomes estrangeiros...que não falam de imediato em brinquedos populares como a bola, a boneca, o carrinho, os jogos, etc. 
Falam em videogame, jogos eletrônicos. 
Aprendizes que exigem mudanças na educação. 
Aprendizes que não se manifestam diretamente, mas indiretamente pela indisciplina e por isso se frustam na escola, desgostam e querem encontrar somente os amigos quando já estão na pré-adolescência. Por que não dizer já, na idade infantil?

Minhas certezas:
Que encontrei na Psicopedagogia, a partir do ano de dois mil (2.000) uma forma de estar compreendendo e intervindo junto aos aprendizes, preferencialmente os que apresentam dificuldades de aprendizagem.
Que aprender vai muito mais além de conteúdos, provas, notas, etc.
Que todo professor(a) precisa atuar com uma postura e  enfoque direcionados  ao olhar, ao observar e  ao registrar periodicamente da a dinâmica e dos procedimentos necessários que possam  estar auxiliando cada aprendiz na sua forma particular de como aprender.
Que temos que perceber  sobre o que está sendo significativo e o que precisa ser enquadrado quanto a seu desenvolvimento acadêmico e particular de ser.

Que todo aprendiz precisa de seu movimento individual e grupal.
Que todos podemos nos respeitar e interagir de forma pacífica.
Que todos podemos aprender com dinâmicas e materiais diversificados, que vã muito além da cópia, da memorização mecânica (decoreba), do lápis, da caneta e da borracha. 


Minhas Ações:
Reconhecer e divulgar o melhor de cada aprendiz, no modo particular e coletivo.
Exaltar os seus pontos mais relevantes e positivos.
Envolver todos na dinâmica da sala de aula. com rodas de conversas, registros de nossas ações em quanto grupo.
Planejar nossas ações para  aprender cada conteúdo, O que é mais importante aprender e para que aprender. Qual seu verdadeiro grau de importância e significado para nossa vidas.
Elencar  os recursos, as estratégias, os envolvidos: professor(a) e aprendizes.

Procuro, com essa visão de enquadramento, em uma visão e abordagem psicopedagógica  promover condições de aprendizagem baseadas em a currículo adaptado, com  respeito  ao entorno e garantia  de uma qualidade de aprendizagem e de vida  significativa e feliz .

Minhas reflexões:
Sei que cada aprendiz tem seu modo diferente e seu tempo de aprender. 

Que esse entendimento é o mais difícil de todos. 
Que todos temos que aprender  a aprender sempre.

Que não podemos parar no tempo.
Que somos  profissionais sempre em movimento.
Fica a indagação:
Qual movimento? 
Estagnado, Conformado, Retroativo ou Pró-ativo?


Bom trabalho sempre!
Fique com Deus!

Contato:
Rosangela  Vali / Pedagoga e Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional.
E-mail: rosangelavali@hotmail.com
Fones: (47) - 34673303
             (47) - 99717498

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!Deixe seu comentário.
É muito importante e faz diferença!
Conte comigo!
Obrigada pela visita!

Parcerias Especiais!

http://www.contosearte.com/

Virginia Maria Pereira da Rocha


http://www.pedagogiadascores.com.br/

Solange Depera Gelles



EU em ENTREVISTA- Educadores Multiplicadores!

Arquivo de POSTAGENS:

Mimo no BONIFRATI...



Usando a criatividade,
todo mundo pode pensar diferente.
Que 2 + 2 são dois patinhos.
E até detrás para frente.
Se permitir criar,
Tudo pode mudar.

Seja arte, escrita, música.
Receita, caminho, solução.
O que importa é pôr a mente para funcionar
e dar à luz a imaginação

Melhor ainda, se arriscar.
Tomar coragem e compartilhar.
Deixar vir ao mundo e ao mundo mostrar.

Nada que fica na gaveta,
pode trazer boas coisas para o planeta

Abra a sua caixa secreta.
E mergulhe na mente, a sua biblioteca.
Criar é concretizar ideias.

Linguagem Escrita!

"...a escrita deve ter significado para as crianças, uma necessidade intrínsica deve ser despertada. Nelas, a escrita deve ser incorporada a uma tarefa necessária e relevante para a vida. Só então poderemos estar certos de que ela se desenvolverá não como hábito de mão e dedos, mas como uma forma nova e complexa de linguagem".
Vygotsky.

Professores!

A arte torna o trabalho educativo interessante, atraente e sedutor. Para tornar os alunos mais sensíveis e despertá-los para um mundo novo de sensações, o talento e a flexibilidade do professor, da sua arte, dependerá o êxito da sua missão.

Alegria....alegria!

ALFABETIZAÇÃO

O processo de alfabetizar é apaixonante,
antes de tudo é um ato de amor,
coragem e persistência. Pelo simples e
talvez o mais gratificante fato
de permitir ao ser pensante a liberdade
de construção da sua própria história.






CONSULTE o IDEB 2014.É só clicar no selinho ou no link.Conte comigo!

SELINHOS 2012! Obrigada!

Da amiga Leila Bambino!

Glitter Photos
Ganhei da amiga Claudia! Obrigada.
Glitter Photos
Da amiga GISELA.Obrigada!
Da amiga Viviane,Obrigada!
SELINHO A RECEBER... selo4 Glitter Photos Glitter Photos
Selinho pra você!Glitter PhotosSelinho Amigo a todos os Parceiros do Blog "Educando Com Amor"...
Selinho Compartilhado
da Parceira BIA!
Espaço para Educação
Obrigada Amiga Gracita!
Obrigada Amiga Adriana!

Seguir por e-mail

Torcedora FELIZ! Bom D +!

TORCEDORA APAIXONADA!

Vida Divina! Vida Cotidiana!

Kids
See full size image Imagem15 300x183 A ESCOLA DE ATENÇÃO ÀS DIFFERENÇAS

Orar...refletir...imagens que dizem!

ORAÇÃO pela Saúde:
Senhor Deus de amor,Pai de bondade,nós vos louvamos e agradecemospelo dom da vida,pelo amor com que cuidais de toda a criação.Vosso Filho Jesus Cristo,em sua misericórdia, assumiu a cruz dos enfermos e de todos os sofredores,sobre eles derramou a esperança de vida em plenitude.Enviai-nos, Senhor, o Vosso Espírito.Guiai a vossa Igreja, para que ela, pela conversão se faça sempre mais, solidária às dores e enfermidades do povo,e que a saúde se difunda sobre a Terra.Amém.






Gratidão e Interação!