domingo, fevereiro 23, 2014

ALFABETO em Sala de AULA




Conhecer os nomes das letras é fundamental para os alunos que estão se alfabetizando, pois em alguns casos eles fornecem pistas sobre um dos sons que elas podem representar na escrita. Além disso, os alunos têm de conhecer a forma gráfica das letras e a ordem alfabética.

Para que o alfabeto realmente ajude na compreensão do funcionamento da escrita, é preciso saber usá-lo. Isoladamente, ele não é nada além de uma lista de letras. Apenas mandar a garotada ler a sequência de A a Z não faz ninguém avançar na alfabetização. "Memorizar a ordem das letras é importante, mas esse saber deve ser acionado pelas crianças durante atividades de reflexão sobre a escrita", afirma Clélia Cortez, formadora do Instituto Avisa Lá, em São Paulo.


Pendurado na parede desde o primeiro dia de aula, ele ocupa uma posição central na classe Dê preferência, acima do quadro, no campo de visão de todos os alunos. Material de apoio precioso para um ambiente alfabetizador na Educação Infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental, é a ele que os pequenos recorrem quando querem encontrar uma letra e saber como grafá-la. Se sabem que "gato" se escreve com G, mas esqueceram o jeitão dele, é só caminhar pela sequência de letras até encontrá-lo. Se na hora de escrever "mar" bater a dúvida de quantas perninhas tem o M, a resposta também está lá. O alfabeto da classe é um companheiro permanente para quem ensaia os primeiros passos no universo da escrita.



Atenção, porém, antes de produzir o alfabeto da classe. Ainda são muito comuns os modelos que trazem as letras de A a Z decoradas, com figuras cuja inicial é a letra em questão. Assim, o B, por exemplo, vem adornado por uma asa de borboleta, com um contorno que se mistura ao da letra. Não é o ideal, pois a associação com desenhos confunde a criança. "Nessa fase inicial de aprendizado, ela imita a escrita e ainda não consegue determinar com clareza o que é central e o que é periférico, o que realmente faz parte da letra e o que é somente um enfeite. Por isso, qualquer elemento supérfluo acaba sendo reproduzido", argumenta Regina Scarpa, coordenadora pedagógica de NOVA ESCOLA. O melhor é que o alfabeto seja composto de letras de imprensa maiúsculas, de contornos mais limpos e claramente identificáveis quando reunidos em palavras.


Depois que os aprendizes já entenderam o que a escrita representa e como ela se organiza, aí, sim, você deve mostrar outros tipos de letra, como a de imprensa minúscula (o que vai ampliar a compreensão de livros, jornais, revistas e outros materiais impressos) e a cursiva maiúscula e minúscula (facilitando o contato com notas e bilhetes manuscritos e produções escolares). Novamente, essa etapa também pode se beneficiar da colaboração de um alfabeto pendurado na parede - dessa vez, um modelo um pouco mais sofisticado, com a letra maiúscula em destaque e os outros quatro tipos correspondentes logo abaixo.

Sugiro para as classes de 3°, 4° e 5° ano a disposição dele em sala de aula, pois aprendizes com dificuldades em memória visual e espacial, podem se favorecer  da imagem do contorno correto das letras cursivas, principalmente das maiúsculas. 

Não espanta o consenso de que um alfabeto, organizado em cartazes ou painéis de tamanho razoável, deve estar presente em sala de alfabetização inicial e nas demais. Afinal, ele é um precioso instrumento de consulta para as situações de escrita e leitura.


Ressaltando: todo professor de 1º ano aos anos iniciais precisam dominar essas práticas:
-Achar as letras do alfabeto junto com os alunos, transformando esse momento de organização do espaço da sala de aula também em um momento de aprendizagem.
-Fazer uma ficha com o alfabeto completo em letra bastão para que os alunos a colem em seu caderno.
-Fazer um marcador de livro ou ficha avulsa com o alfabeto completo para que possam consultá-lo sempre que precisar.
-Organizar atividades de completar as letras do alfabeto, utilizando suportes variados: o alfabeto achado na sala de aula, cobrindo algumas das letras com um pedaço de papel e/ou uma tabela com a seqüência do alfabeto incompleta (produzida no computador ou mimeografada).
-Propor que os alunos analisem quais são as letras que compõem seu nome, os nomes dos colegas e o do professor. A atividade poderá, inicialmente, ser feita de forma coletiva, e, depois, com os alunos reunidos em duplas ou em grupos. Comece escrevendo seu nome na lousa e, junto com a turma, analise quais as letras que o compõem. Mostre quais são essas letras, destacando aquelas que aparecem mais de uma vez. Depois, em duplas, os alunos deverão analisar quais letras fazem parte do próprio nome, utilizando como suporte o crachá.
-Ensinar os alunos a “cantarolar” o alfabeto, de modo que memorizem a seqüência das letras, ainda que não conheçam sua forma gráfica. Esse procedimento vai ajudá-los a reconhecer os nomes das letras, facilitando a aprendizagem.
-Cantar músicas que envolvem o alfabeto também é uma ótima estratégia.


As atividades com o alfabeto devem acontecer apenas enquanto houver alunos que não sabem os nomes das letras. Depois disso, elas perdem a função.

Fontes: diariodaprofaglauce.blogspot
             Nova Escola - Facebook

quinta-feira, fevereiro 20, 2014

Mundo Encantador da Leitura!

Como “ensinar” a criança a gostar de ler!
A leitura traz um mundo de imagens,lugares e sentimentos que nos revelam e que nos deixam sintonizados com infinitos autores e gêneros textuais. 
Trabalhar com o universo infantil permite a nós professores e pais oportunizarmos momentos de contato e apreciação de livros,revistas,jornais,encartes,etc.
Permitir o acesso cultural e curioso da criança a este mundo e como fazê-lo é primordial.
Resolvi compartilhar então este texto para nós que nos interessamos por LEITURA e CULTURA.
Confira e bom proveito!
(Rosangela Vali)


- Além do prazer de entrar em um mundo imaginário, a leitura iniciada na infância pode ser a chave para um bom aprendizado escolar.
- Familiarize a criança com os livros. Deixe que desde os primeiros meses de vida ela entre em contato com eles, tocando-os e sentindo sua textura. Nesta etapa, escolha livros de tecido, plástico ou outros materiais resistentes.
- Contar história é o primeiro passo para a conquista de um novo leitor. Se ouvir histórias com temas atraentes, a criança pedirá outros livros para que alguém leia para ela e, mais tarde, para que ela mesma os leia
- Destine um tempo para a leitura em família e faça desse espaço um lugar de encontro e de comunicação. Leia em voz alta, tente dramatizar a leitura identificando os diálogos com os personagens da história.
-No início, escolha histórias que você goste, mas depois deixe que as crianças façam sua própria escolha.
- Não espere que logo nos primeiros dias a criança fique atenta. Por isso, invente formas de tornar a leitura divertida e brincar com os livros.
- É sabido que as crianças seguem exemplos. Se virem seus pais lendo, farão o mesmo.
- Outra maneira de ler, principalmente se a criança está em idade pré- escolar, são os livros só de ilustrações para que criem suas próprias histórias. Posteriormente, dê livros com ilustrações e textos breves, com letras grandes, para facilitar a aprendizagem da leitura.
- Quando ela aprender a ler, estimule-a a fazê-la em voz alta. Não a interrompa a não ser que ela peça ajuda.
- Responda suas perguntas e explique o significado das palavras procurando a resposta no próprio livro.
- Assim a criança aprende que é importante fazer consulta enquanto se lê.
- A partir do momento em que a criança já está lendo, com alguma habilidade, é importante acostumá-la a ler em silêncio.
- Na medida em que ela cresce e adquire o gosto pela leitura, deixe à sua disposição livros com menos ilustrações e mais textos, tendo sempre
o cuidado de escolher temas adequados para a sua idade.
- Nunca associe o ato de ler a uma obrigação e menos ainda a um castigo, o que poderá afastá-la da leitura por muitos anos.
- É importante ensiná-la a apreciar e cuidar de seus livros. Dê livros de presente.
- As atividades culturais são uma outra forma de leitura. Leve as crianças para museus, galerias de arte, jardim zoológico e para assistir peças de teatro infantil. Isso trará novos interesses e vocês poderão conversar e ler sobre o que viram.
- Estimule a visita à bibliotecas.
- Ao sair de viagem ou quando for a um lugar que tenha que esperar como médico, dentista e outros, leve livros para entreter as crianças durante o tempo em que estiverem ociosas.

Fonte:

Parcerias Especiais!

http://www.contosearte.com/

Virginia Maria Pereira da Rocha


http://www.pedagogiadascores.com.br/

Solange Depera Gelles



EU em ENTREVISTA- Educadores Multiplicadores!

Arquivo de POSTAGENS:

Mimo no BONIFRATI...



Usando a criatividade,
todo mundo pode pensar diferente.
Que 2 + 2 são dois patinhos.
E até detrás para frente.
Se permitir criar,
Tudo pode mudar.

Seja arte, escrita, música.
Receita, caminho, solução.
O que importa é pôr a mente para funcionar
e dar à luz a imaginação

Melhor ainda, se arriscar.
Tomar coragem e compartilhar.
Deixar vir ao mundo e ao mundo mostrar.

Nada que fica na gaveta,
pode trazer boas coisas para o planeta

Abra a sua caixa secreta.
E mergulhe na mente, a sua biblioteca.
Criar é concretizar ideias.

Linguagem Escrita!

"...a escrita deve ter significado para as crianças, uma necessidade intrínsica deve ser despertada. Nelas, a escrita deve ser incorporada a uma tarefa necessária e relevante para a vida. Só então poderemos estar certos de que ela se desenvolverá não como hábito de mão e dedos, mas como uma forma nova e complexa de linguagem".
Vygotsky.

Professores!

A arte torna o trabalho educativo interessante, atraente e sedutor. Para tornar os alunos mais sensíveis e despertá-los para um mundo novo de sensações, o talento e a flexibilidade do professor, da sua arte, dependerá o êxito da sua missão.

Alegria....alegria!

ALFABETIZAÇÃO

O processo de alfabetizar é apaixonante,
antes de tudo é um ato de amor,
coragem e persistência. Pelo simples e
talvez o mais gratificante fato
de permitir ao ser pensante a liberdade
de construção da sua própria história.






CONSULTE o IDEB 2014.É só clicar no selinho ou no link.Conte comigo!

SELINHOS 2012! Obrigada!

Da amiga Leila Bambino!

Glitter Photos
Ganhei da amiga Claudia! Obrigada.
Glitter Photos
Da amiga GISELA.Obrigada!
Da amiga Viviane,Obrigada!
SELINHO A RECEBER... selo4 Glitter Photos Glitter Photos
Selinho pra você!Glitter PhotosSelinho Amigo a todos os Parceiros do Blog "Educando Com Amor"...
Selinho Compartilhado
da Parceira BIA!
Espaço para Educação
Obrigada Amiga Gracita!
Obrigada Amiga Adriana!

Seguir por e-mail

Torcedora FELIZ! Bom D +!

TORCEDORA APAIXONADA!

Vida Divina! Vida Cotidiana!

Kids
See full size image Imagem15 300x183 A ESCOLA DE ATENÇÃO ÀS DIFFERENÇAS

Orar...refletir...imagens que dizem!

ORAÇÃO pela Saúde:
Senhor Deus de amor,Pai de bondade,nós vos louvamos e agradecemospelo dom da vida,pelo amor com que cuidais de toda a criação.Vosso Filho Jesus Cristo,em sua misericórdia, assumiu a cruz dos enfermos e de todos os sofredores,sobre eles derramou a esperança de vida em plenitude.Enviai-nos, Senhor, o Vosso Espírito.Guiai a vossa Igreja, para que ela, pela conversão se faça sempre mais, solidária às dores e enfermidades do povo,e que a saúde se difunda sobre a Terra.Amém.






Gratidão e Interação!